Desperdício de energia

ILUMINAÇÃO PÚBLICA EM SANTO ANDRÉ

O Estado de S.Paulo

11 Outubro 2012 | 03h03

Em Santo André, onde temos um escritório, a FM Rodrigues presta serviço de manutenção de iluminação pública. O grande problema é que esta empresa não está à altura de prestar este serviço a uma cidade como Santo André, principalmente pela extensão do município. Várias ruas e avenidas ou ficam sem iluminação durante a noite ou ficam com as lâmpadas acesas durante o dia inteiro. A cidade de Santo André cobra um valor absurdo de taxa de iluminação pública (cerca de 45% do total da conta de pessoa jurídica), mas, como a FM Rodrigues cumpre muito mal o seu papel, nosso dinheiro acaba indo pelo ralo, pois a AES Eletropaulo cobra por essa energia desperdiçada durante o dia. Creio que os negócios desse tipo de empresa com as prefeituras são muito nebulosos.

SILVIO CANEDO / SANTO ANDRÉ

A prefeitura de Santo André informa que a empresa FM Rodrigues presta serviços de manutenção corretiva e preventiva, melhora e ampliação do sistema de iluminação pública em parques, avenidas, ruas e vielas da cidade. Em relação às lâmpadas acesas por período prolongado, esclarece que, quando ocorrem problemas nos equipamentos do sistema elétrico por questão de segurança o circuito é mantido aceso até que sejam efetivados os reparos necessários para a normalização do serviço.

O leitor comenta: O pessoal de atendimento da FM Rodrigues diz que o contrato com a AES Eletropaulo é de um valor fixo e a luz que fica acesa sem necessidade não é paga, ou seja, o desperdício de energia é de graça!

BELA VISTA

Calçada continua irregular

Volto a reclamar do descaso da Prefeitura com uma reclamação feita em 20 de agosto, que continua sem solução. Na época, sofri uma queda e quase quebrei o braço por causa de uma calçada irregular no bairro da Bela Vista. Uma sapataria, localizada na esquina da Rua Aguiar de Barros com a Rua Francisca Miquelina, tem piso inadequado, escorregadio e esburacado. O local é uma ameaça constante, principalmente para idosos e crianças. Sem entrar em contato comigo, a assessoria da Subprefeitura Sé enviou a seguinte mensagem a esta Coluna: "Informamos que o responsável pelo imóvel foi multado e intimado a regularizar a calçada, no prazo de 30 dias, sob pena de novas multas até a realização do conserto". O fato é que a resposta repassada ao jornal é falsa, irresponsável e serviu apenas para amenizar a imagem da Prefeitura na imprensa. O proprietário não foi multado, conforme anunciado pela assessoria, e a calçada não foi reformada. É criminosa a forma de conduzir os problemas, com preocupação apenas com a imagem. É constrangedor saber que esses profissionais comissionados são pagos para mentir.

ALEX SANDER ALCÂNTARA

/ SÃO PAULO

A Subprefeitura Sé ratifica a informação prestada anteriormente.

O leitor lamenta: O problema não foi resolvido. É um cinismo sem precedentes.

EMBRATEL

Péssimo serviço da Claro TV

Em 24/8 contratei por telefone a Claro TV. Prometeram a instalação para o dia 29/8, mas o técnico só apareceu no dia 3/9, dizendo que tinha menos de uma hora para executar o serviço. Pois bem, durante a instalação, o fio foi passado por fora da casa, mas teve de ser remendado porque não era comprido o suficiente. Detalhe: essas "emendas" de fios não foram isoladas! Depois começou a outra parte do problema: o receptor demorou para funcionar e, quando finalmente conseguiram inserir o cartão, nenhum canal pegava. Sem falar do forte cheiro de fio queimado. Prometeram voltar no mesmo dia, à tarde, mas ninguém apareceu. Liguei inúmeras vezes na central de atendimento, até que consegui agendar a visita de um técnico para o dia 13/9. Mas ninguém apareceu. Liguei para reclamar e, depois de muita briga, disseram que a visita seria feita no dia 20/9. Afirmaram, ainda, que a visita do dia 13 tinha ocorrido, mas não havia ninguém em casa. Mentira! Enfim, a TV não liga, o fio está puxado de forma vergonhosa e a Claro TV não funciona.

ALVARO PEREZ JUNIOR

/ CARAPICUÍBA

A Embratel diz que a troca do equipamento em questão será realizada em data acordada com o leitor.

O leitor contesta: Infelizmente, eles continuam mentindo, pois o aparelho não foi trocado e nada foi combinado comigo! O problema persiste e a TV continua não funcionando!

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.