Desocupação de terreno no Pinheirinho deve ser concluída ainda nesta 4ª

Até as 16h30 área em São José dos Campos deverá ser entregue à massa falida da empresa Selecta

Agência Brasil,

25 de janeiro de 2012 | 15h23

SÃO PAULO - Está na etapa final o trabalho de demolição das casas do Bairro do Pinheirinho, em São José dos Campos onde, desde domingo, ocorre o processo de reintegração de posse do terreno que era ocupado por cerca de 2 mil pessoas. Até às 16h30 o terreno deverá ser entregue à massa falida da empresa Selecta, do ex-investidor Nagi Nahas. A informação foi dada pelo capitão da Polícia Militar de São Paulo Antero Alves Baraldo.

A operação de derrubada das casas transcorre sem problemas com os ex-moradores. Poucos ainda acompanham os trabalhos, acompanhados por cerca de 400 policiais.

No início da tarde, cerca de 500 ex-moradores, que estavam abrigados na Igreja Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, no Bairro Campos dos Alemães, perto do terreno desocupado, começaram a se deslocar para um abrigo municipal no Bairro do Morumbi, em São José dos Campos. O grupo seguiu em passeata pacífica, carregando colchões e objetos pessoais.

De acordo com balanço da PM, 14 pessoas foram presas, entre elas, oito foragidos da Justiça. Três menores foram apreendidos.

A polícia também apreendeu, dentro da favela, quatro veículos, entre eles uma motocicleta de luxo parcialmente desmontada, que tinha sido roubada em Caraguatatuba, no litoral norte de São Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.