Daniel Teixeira/AE
Daniel Teixeira/AE

Deslizamento próximo à Diadema deixa seis pessoas soterradas

Obra de reurbanização da Prefeitura de SP era feita em favela, localizada no extremo sul da capital

estadão.com.br

07 Julho 2011 | 12h21

SÃO PAULO - Um deslizamento de terra soterrou pelo menos seis moradores da Favela Mata Virgem, no extremo sul de São Paulo, divisa com o município de Diadema, no Grande ABC, no final da manhã desta quinta-feira, 7. Segundo a Defesa Civil de São Paulo, até as 13h duas crianças já haviam sido resgatadas com ferimentos leves. Uma mulher grávida, de 17 anos, foi retirada morta dos escombros. Uma criança de 3 anos está desaparecida. 

 

De acordo com o Corpo de Bombeiros, sete casas foram atingidas pela terra por volta das 11h30. Foram enviadas 20 viaturas da corporação para socorrer as vítimas na Rua da Saúde, próximo à Avenida Alda, altura do número 2.000, além de pelo menos dois helicópteros Águia da Polícia Militar. Cães farejadores dos bombeiros ajudam no resgate.

 

O diretor-geral da Defesa Civil de São Paulo, coronel Jair Paca de Lima, disse em entrevista à Rádio Estadão/ESPN que cerca de 50 imóveis da favela foram interditados. Segundo ele, a área é considerada de risco.

 

No local do acidente era realizada uma obra de reurbanização pela Prefeitura de São Paulo e, por isso, cerca de 350 famílias já haviam sido retiradas para a conclusão das obras.

 

 

Texto atualizado às 15h45.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.