Deslizamento em Minas mata 4 da mesma família

Por causa das chuvas fortes, morro desabou sobre casa em Mantena, no Vale do Rio Doce; já são 15 mortos no Estado

Eduardo Kattah, O Estado de S.Paulo

31 Dezembro 2010 | 00h00

As chuvas que atingem Minas Gerais provocaram a morte de quatro pessoas da mesma família no início da manhã de ontem. A Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec) também confirmou ontem outra morte, que teria ocorrido anteontem. Com isso, subiu para 15 o número de vítimas desde novembro, início do período chuvoso. Só nesta semana foram 12 mortes.

Em Mantena, Vale do Rio Doce, a queda de uma encosta sobre uma casa matou Sandra Aparecida de Oliveira e suas três filhas: Patrícia, de 13 anos, Jussara, de 8, e Nicole, com 1 ano e 6 meses. Na tarde de quarta-feira, o corpo do vaqueiro Gilbert Magno Santos Maia, de 39 anos, foi encontrado em um córrego em Jaboticatubas, região metropolitana de Belo Horizonte.

As chuvas devem continuar pelo menos até segunda-feira. "Como as serras já estão encharcadas, alertamos para que as pessoas que moram nos morros sejam retiradas", disse o major Edilan Arruda, da Cedec. Desde outubro, 39 municípios decretaram emergência, 10.413 pessoas ficaram desalojadas e 907, desabrigadas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.