Desde julho, 122 mil têm conta de água maior do que antes da crise

Esse grupo de clientes da Grande São Paulo consome 2,19 mil litros de água por segundo, o equivalente a 12% da produção atual do Cantareira

Fabio Leite, O Estado de S. Paulo

31 Dezembro 2014 | 06h00

SÃO PAULO - Levantamento entregue pela Sabesp no início do mês à Agência Reguladora de Saneamento e Energia de São Paulo (Arsesp) com o pedido de autorização para aplicar a sobretaxa da água mostra que 27% dos chamados “gastões” estão há cinco meses seguidos consumindo água acima da média. Ou seja, desde julho, 122.517 clientes da Grande São Paulo, cerca de 370 mil pessoas, estão gastando mais água do que antes do início da crise do Cantareira

De acordo com o documento fornecido pela Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo, somente esse grupo de clientes tem consumido 2,19 mil litros de água por segundo, o equivalente a 12% da produção atual do Cantareira.

Desse total, também segundo a companhia, 700 litros por segundo foram gastos a mais e poderiam ter sido poupados dos mananciais. Esse volume é suficiente para abastecer cerca de 200 mil pessoas. 

Mais conteúdo sobre:
crise da água multa da água cantareira

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.