Desconforto e atrasos

Cansei de anotar os atrasos e as irregularidades de várias linhas de ônibus operadas pela Via Sul. Estou cansada dessa situação e de colecionar correspondências encaminhadas a mim pela Prefeitura, nas quais sou informada sobre a fiscalização da SPTrans. A empresa diz que fiscaliza, apura os intervalos excessivos e irregularidades, etc. (o eterno discurso), mas nada muda. Continuamos com o péssimo serviço. Seguem algumas anotações: no dia 26/7 (por volta das 6h50), sentido bairro-centro, ônibus superlotados (Linhas 314/J, 5142, 3024); dias 28/7 e 2/8 à noite, tive de esperar 30 minutos pelo ônibus no ponto final no Metrô Liberdade, Linha 314/J; dia 25/8, entre 19 horas e 19h45, saíram apenas 2 carros do ponto final no Metrô Liberdade Linha 314/J; e dia 26/8 (7h15), ônibus superlotados, com pessoas na porta (Linhas 314/J, 5142 e 3024).

, O Estado de S.Paulo

11 de setembro de 2010 | 00h00

ANA EMILIA DOMANOSKI GURNIAK / SÃO PAULO

A SPTrans informa que, entre os dias 31/8 e 2/9, as Linhas 314J/10 Santa Madalena-Metrô Liberdade, 5142/10 Term. Sapopemba/Teotônio Vilela-Term. Pq. D. Pedro II e 3024 Vila Industrial-Terminal Vila Prudente foram vistoriadas e foi constatado que operaram de forma irregular, apresentando falta de partidas. Por isso a operadora responsável foi autuada e multada, conforme o Regulamento de Sanções e Multas (Resam). A SPTrans diz que intensificará a fiscalização.

A leitora diz: O problema continua. Nessa quarta-feira (8/9) pela manhã não consegui entrar no ônibus (Linha 314/J); na quinta acabei entrando, mas fiquei nos degraus. Na sexta-feira o ônibus estava superlotado de novo. O que me revolta é que ninguém resolve o problema.

CURSO TÉCNICO

Desilusão

O curso de Eletrônica da Etec Zona Sul está apenas fabricando diplomas. Não há professores suficientes nem plano de curso; dos poucos professores que temos, a maioria não cumpre o cronograma. A diretora, ao ser questionada numa reunião em abril, disse que tudo seria resolvido, mas até hoje não foi. Toda propaganda política que diz que a Etec é a garantia de emprego para o jovem é uma tremenda mentira! Como um técnico em eletrônica pode trabalhar se não sabe fazer reparos e não conhece projetos e programação? Estou em busca de estágio e não consigo, pois não tenho capacidade de concluir os testes. Nas entrevistas, ao relatar o que estou aprendendo, sou motivo de chacota entre candidatos de outras instituições, por se tratar de conteúdo dado no início do curso, e eu me formo em dezembro!

RONALDO A. LAURIANO / SÃO PAULO

A Assessoria de Comunicação do Centro Paula Souza esclarece que no 2º segundo semestre de 2009 houve redução no quadro de professores do curso de Eletrônica da Etec Zona Sul, por causa da aposentadoria e exoneração de docentes. A direção da escola realizou reunião com os alunos em abril deste ano para esclarecer a situação. Acrescenta que os alunos tiveram aulas normalmente, cumprindo a grade horária, porém a disciplina Sistemas de Conversão de Energia foi ministrada de maneira teórica. Desde o 2º semestre letivo de 2010, o quadro de professores está completo e a parte prática da disciplina citada está sendo abordada dentro de outra matéria relacionada, conforme combinado com os alunos.

O leitor contesta: O problema está longe de ser solucionado. Várias aulas foram perdidas e não foram repostas. Não há tempo suficiente para a reposição. Recebi em 3/9 e-mail da Ouvidoria querendo agendar reunião com uma comissão de alunos. Todos os meus colegas de classe fazem questão de participar, mas, como a maioria trabalha durante o dia, solicitamos que um representante da Ouvidoria venha se reunir conosco em horário de aula (19 horas), com a presença da diretora e do coordenador pedagógico.

PERNILONGOS

Alerta de um cidadão

Há uma enorme infestação de pernilongos em regiões da cidade próximas ao Rio Pinheiros, como há muito não ocorria. Tentei entrar em contato com a Prefeitura, mas começou o jogo de empurra-empurra e nada foi feito. A população pode ser até infectada pelo mosquito da dengue por omissão da Prefeitura.

FABIO FAIWICHOW / SÃO PAULO

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) não respondeu.

Fique atento: Em comemoração aos 20 anos do Código de Defesa do Consumidor, o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) realiza hoje um mutirão de atendimento ao público em geral no Conjunto Nacional, na Avenida Paulista, das 11 às 15 horas. Os orientadores oferecerão informações individuais sobre problemas de consumo e auxiliarão na resolução de cada um deles.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.