Desapropriação de imóveis para projeto habitacional no centro deve sair este mês

Cerca de 20 mil unidades devem ser criadas nos próximos anos por meio do programa Casa Paulista, uma parceria entre União, Estado, município e iniciativa privada

Tiago Dantas, O Estado de S. Paulo

04 Junho 2013 | 19h42

SÃO PAULO - O governo do Estado pretende publicar, até o fim do mês, decretos de desapropriação de cerca de 500 imóveis na região central que serão destinados à criação de 20 mil unidades habitacionais para famíliias que ganham até 10 salários mínimos, como parte do programa Casa Paulista.

O projeto foi apresentado no início da tarde desta terça-feira, 4, como um dos exemplos de como grandes projetos podem mudar a vida nas cidades durante o New Cities Summit (Comitê das Novas Cidades), evento internacional que começou nesta terça no Parque do Ibirapuera.

O secretário estadual de Habitação, Sílvio Torres, afirmou que serão necessários investimentos de R$ 4,6 bilhões, divididos entre os governos federal, estadual e municipal, além da iniciativa privada. "A consulta pública do edital termina dia 9. Após fazer os ajustes, devemos publicar a licitação até o fim do mês."

A previsão do governo é contratar a construção dos empreendimentos em outubro, para que as primeiras unidades sejam entregues a partir de dois anos. Os prédios do Casa Paulista devem ficar próximos a estações de trem e metrô e devem prever outros usos, além do residencial. Em troca da construção, as construtoras poderão explorar economicamente os edifícios entre 14 e 20 anos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.