'Deram ré e atiraram'

O ajudante-geral M. foi um dos baleados na madrugada de ontem em Taboão da Serra.

Entrevista com

O Estado de S.Paulo

10 Outubro 2012 | 03h01

O que aconteceu?

Estávamos aqui na rua por volta da meia-noite, quando um Stilo prata passou atirando.

As pessoas no carro

disseram alguma coisa ?

Não. Passaram uma vez,

deram ré e depois atiraram na gente e no portão de uma casa. E você foi baleado...

Pegou na minha perna, senti um formigamento. Sorte que não atingiu o osso.

Como você escapou?

Continuei correndo.

Você conseguiu ver quantas pessoas estavam no carro?

Uma na frente e duas atrás.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.