DER diz não faltar fiscalização em balanças

O DER alega que não faltam funcionários para fiscalizar o peso nas rodovias. São 277 credenciados como agentes para uma necessidade de 239 - os demais cobrem férias e licenças. O órgão estadual informou que as balanças móveis operam em mais de uma base, por isso existem mais postos de pesagem do que equipamentos. Ainda segundo o DER, no Estado, em 2010, foram fiscalizados com pesagem 14,2 milhões de veículos, dos quais 279.049 foram autuados.

José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

07 Fevereiro 2011 | 00h00

A fiscalização do peso é feita com base no Código de Trânsito Brasileiro e resoluções do Contran, dentre elas a que determina a verificação de peso também nos eixos dos veículos. Assim, um veículo pode ser autuado por excesso no eixo mesmo estando com seu peso bruto dentro do limite permitido.

A Triângulo do Sol, uma das concessionárias da Washington Luís, informou ter 14 baias móveis para pesagem e três postos fixos, mas alegou não ter poder para efetuar autuações. A Centrovias informou que os postos de pesagem previstos em contrato foram instalados - são dez bases para operação de duas balanças móveis e um posto fixo -, mas a operação é condicionada à presença de um agente do DER.

Já a ViaRondon, uma das concessionárias da Marechal Rondon, informou que as balanças devem ser instaladas em 2012. A CCR SPVias, concessionária de trechos da Raposo e da Castelo, informou que três postos de pesagem fixos começam a operar em março. As seis balanças móveis operam oito horas por dia em turnos alternados. As rodovias do Sistema Anhanguera-Bandeirantes contam com seis postos fixos e dois móveis. Atualmente, cinco postos fixos estão em operação e um, em obras.

Concessionária da Ayrton Senna, a Ecopistas informa que a instalação de duas balanças deve ser executada até junho de 2012. A Autopista Régis Bittencourt disse que há dois postos de pesagem na rodovia - o de Miracatu passa por manutenção e reabrirá em fevereiro. Nesse caso, a operação de pesagem fica a cargo da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e da Polícia Rodoviária Federal.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.