Deputados da CPI visitam destroços do acidente da TAM

Os deputados da CPI do Apagão Aéreo da Câmara, Vanderlei Macris (PSDB-SP), Ivan Valente (PSOL-SP), Wolney Queiroz (PDT-PE) e Sabino Castelo Branco (PTB-AM), visitam nesta segunda-feira, 27, o Aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo, para inspecionar o local onde estão guardados os destroços do Airbus A320 da TAM, que caiu dia 17 de julho e matou 199 pessoas.   Na avaliação dos parlamentares, os restos da aeronave que estão sendo guardados pela companhia aérea deveriam estar sob os cuidados da Aeronáutica, especialmente a caixa de manete, que pode estar ligada às causas da tragédia.Para a comissão, os destroços podem ser úteis na investigação sobre as causas do acidente e, por isso, não deveriam estar com a companhia aérea. Os parlamentares acreditam que eles deveriam estar sob os cuidados do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), órgão que não está apurando as causas do acidente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.