Deputada cadeirante leva 1 hora para desembarcar

A deputada federal Mara Gabrilli (PSDB), tetraplégica, levou mais de uma hora para desembarcar na quarta de um voo da TAM porque o equipamento que transporta deficientes físicos - o ambulift - do Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, estava em manutenção. Os funcionários da companhia queriam carregá-la pelas escadas, debaixo de chuva, mas ela não aceitou. Às 22h28, segundo a companhia, o aparelho foi providenciado. A aeronave pousou às 21h23.

Nataly Costa, O Estado de S.Paulo

04 Março 2011 | 00h00

Em dezembro, o arquiteto Fernando Porto de Vasconcellos, de 71 anos, sofreu um acidente no ambulift de Congonhas e está internado em estado grave até hoje. Já a caminho do saguão de desembarque, o carro freou bruscamente e a cadeira de rodas tombou, fazendo Vasconcellos cair e bater a cabeça. Segundo o hospital, ele ainda não recuperou as funções neuromotoras e congnitivas, e também não está plenamente consciente. A Infraero abriu sindicância.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.