Depois de filas, Cumbica tem situação normalizada nesta sexta

Aeroporto sofreu com operação-padrão da Polícia Federal nesta quinta-feira, 16

Gheisa Lessa,

17 de agosto de 2012 | 09h41

SÃO PAULO  - Depois de acumular filas de passageiros, atrasos e cancelamentos nos voos durante a operação-padrão da Polícia Federal na tarde da última quinta-feira, 16, o Aeroporto Internacional de Cumbica amanheceu, nesta sexta-feira, 17, com situação normalizada e operando normalmente.

Conforme informações da Infraero, o saguão do local está tranquilo e sem grandes filas. Desde as 0h até as 9h desta sexta, foram registradas 84 decolagens, das quais três tiveram atrasos. Durante a madrugada apenas um voo teve que ser cancelado.

A operação-padrão da PF, em greve nacional desde o último dia 7 de agosto, começou em Cumbica por volta das 16h30. Na ação, 450 policiais intensificaram as vistorias em bagagens e em passageiros que embarcaram e desembarcaram tanto de voos nacionais quanto internacionais. Normalmente o aeroporto tem 120 policiais para as fiscalizações. O excesso de filas continuava até as 20h da última quinta.

Esta foi a segunda operação-padrão da PF em São Paulo desde que a greve teve início. O primeiro ato aconteceu no dia 9 de agosto, uma quinta-feira. Na data, filas também lotaram o saguão do aeroporto e tumultuaram o embarque e desembarque de passageiros.

Enquanto operações-padrão travavam aeroportos, rodovias e portos do País ao longo da última quinta, o Superior Tribunal de Justiça acatou o pedido de liminar do governo e proibiu a ação dos servidores da Polícia Federal e da Polícia Rodoviária Federal. De acordo com a decisão, caso o ato volte a acontecer, os sindicatos serão submetidos a multa de R$200 mil por dia de descumprimento da ordem.

O Sindicato dos Policiais Federais de São Paulo (Sinpef-SP), no entanto, afirmou que até às 9h desta sexta não recebeu a notificação oficial sobre a proibição e mantém na agenda novas operações-padrão para a próxima semana. Os agentes federais da capital paulista pretendem já na segunda-feira, 20, novos atos no Aeroporto de Cumbica e no Porto de Santos. Há previsão de operação no Aeroporto de Congonhas para terça-feira, 21.

O Sinpef-SP destaca que quando for informado sobre a ilegalidade das operações, emitirá nota com o posicionamento oficial da categoria.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.