Depois de bater recorde, congestionamento diminui em SP

Marginal do Tietê continua sendo pior ponto, no sentido Penha-Lapa, com 16,4 quilômetros de morosidade

Paulo R. Zulino, do estadao.com.br,

11 de março de 2008 | 10h19

Depois de bater dois recordes seguidos de congestionamento, o trânsito em São Paulo começa a diminuir. A medição da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) das 9h46 apontava 154 quilômetros de lentidão em toda a cidade. Às 9 horas, a CET registrou 186 quilômetros de congestionamento devido à chuva, ao excesso de veículos e a alguns acidentes.    Veja também:    Acompanhe a situação do trânsito em SP agora Pesquisadores mostram como se forma o trânsito  Para especialistas, caminhões 'dão nó' nas ruas O trânsito, para você, tem piorado? Opine     A Marginal do Tietê continua sendo o pior ponto para os motoristas, no sentido Penha-Lapa. Na via expressa, há 16,4 quilômetros de morosidade, desde o Viaduto Imigrante Nordestino até a Ponte do Piqueri. Na pista local, o tráfego moroso acontece entre o Hospital de Vila Maria e a Ponte da Casa Verde, num total de nove quilômetros. A Marginal do Pinheiros, no sentido Jaguaré/Santo Amaro, também oferece problemas, desde a Ponte Jaguaré até a Ponte Cidade Jardim, perfazendo 6,5 quilômetros.   A série de recordes de congestionamento do ano em São Paulo, no período da manhã, teve início no último dia 26 de fevereiro. Na oportunidade, às 9 horas, havia 146 quilômetros de congestionamento, às 9h30. Na segunda-feira passada, 3, houve 149 quilômetros de vias com morosidade. No dia seguinte, 4, quando um apagão acabou danificando semáforos em 24 bairros da capital e da Grande São Paulo, as vias acumularam 155 quilômetros de filas.   Já na quinta-feira, 6, às 9 horas, a CET acusou 165 quilômetros de lentidão. A CET lembra, no entanto, que esses sucessivos índices são recordes ocorridos no período da manhã. Até agora, o maior índice de congestionamento registrado na cidade foi de 208 quilômetros, no último dia 29 de fevereiro, às 19 horas.

Tudo o que sabemos sobre:
trânsitochuvaacidentes

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.