Após 10 dias internado, d. Paulo Evaristo Arns deixa hospital

Após 10 dias internado, d. Paulo Evaristo Arns deixa hospital

Aos 93 anos, arcebispo emérito de São Paulo teve brusca queda na consciência no dia 1º e recebeu alta na manhã desta quarta-feira

Edison Veiga, O Estado de S. Paulo

10 Junho 2015 | 12h57

SÃO PAULO - O cardeal d. Paulo Evaristo Arns, de 93 anos, arcebispo emérito de São Paulo, recebeu alta hospitalar na manhã desta quarta-feira, 10. Ele estava internado desde o dia 1º, no Hospital Santa Catarina, para onde havia sido levado após uma brusca queda na consciência. 

No mesmo dia de sua internação, ele recobrou os sentidos, abriu os olhos e conversou com os médicos. No dia seguinte, recebeu a visita do cardeal arcepispo de São Paulo, d. Odilo Pedro Scherer.

"Ele está sereno e se alegrou quando lhe falei da novena a São José de Anchieta (santo cujo dia é celebrado em 9 de junho)", relatou Scherer, na ocasião. O cardeal arcebispo ainda disse que d. Paulo Evaristo Arns "pediu a benção e enviou uma benção, especialmente aos padres". 

Na sexta-feira, dia 5, Arns deixou a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e foi transferido para um quarto no mesmo Hospital Santa Catarina. 

A alta foi confirmada pelo diretor técnico do Hospital Santa Catarina, Julio César Massonetto, em nota enviada à imprensa, às 12h55 desta quarta. Durante os dez dias em que esteve internado, d. Paulo Evaristo Arns ficou sob os cuidados da equipe chefiada pelo médico Humberto Benedetti.

Mais conteúdo sobre:
Religião Igreja Católica

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.