Denúncia atrasou plano

O início do uso dos tablets na emissão das multas atrasou mais de um ano. O projeto foi divulgado em fevereiro de 2011 pela Prefeitura, mas, em dezembro, o Estado revelou que o aluguel de 10.521 iPads que seriam usados pelos fiscais, pelo período de três anos, custaria cinco vezes mais do que o valor de compra do tablet mais caro. Além disso, o dono da empresa contratada foi condenado por fraudes em contratos de inspeção veicular em outros Estados e se encontrava foragido. Um dia após a denúncia, o prefeito Kassab determinou a suspensão do contrato. O governo estabeleceu nova licitação para alugar 750 equipamentos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.