Demanda por vistos é recorde no País

O problema da devolução de passaportes chegou ao ápice - e um dos motivos pelos quais a questão tomou essas proporções é o fato de a demanda por visto americano ser recorde no Brasil.

O Estado de S.Paulo

13 de dezembro de 2012 | 02h09

A alta procura por viagens para os EUA fez que, contando todos os tipos de vistos de não-imigrante, a embaixada e os consulados americanos emitissem mais de 1 milhão de vistos para brasileiros somente entre setembro de 2011 e setembro deste ano.

De janeiro a setembro de 2012, o crescimento foi de 16% em relação ao mesmo período do ano passado, o que obrigou consulados no País a dobrarem seu pessoal e criarem novas centrais de triagem para desafogar os postos de entrevistas.

Também se estuda a criação de novos consulados - o de Belo Horizonte já foi confirmado para o ano que vem.

Atualmente, a China ainda recebe mais vistos que o Brasil, somando licenças para estudantes e trabalho, por exemplo. Mas até o ano passado o país asiático liderava também em número de vistos de turistas, com 3 mil documentos a mais.

Há dez anos, a situação era ainda mais distante: os brasileiros estavam em 6.º lugar nessa lista, atrás de México, Coreia do Sul, China, Índia e Taiwan.

Hoje, o Brasil só recebe menos vistos americanos de turismo e negócios que o México, que tem fronteira com os Estados Unidos e recebeu 1,1milhão de licenças desse tipo no último ano.

A fama de gastador do brasileiro vem em boa parte do comportamento dos turistas nos Estados Unidos - eles gastam, em média, U$ 5 mil por pessoa quando estão lá. / N.C, V.F e RODRIGO BURGARELLI

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.