Delegado é preso após perseguição em estradas do interior

Afastado de suas funções, Renato Savério é acusado de desviar carga de R$ 240 mil de cigarros contrabandeados do Paraguai

Rene Moreira, Especial para o Estado

13 Março 2015 | 11h30

FRANCA - Uma perseguição pelas rodovias da região de Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, entre o final da tarde e o início da noite desta quinta-feira,12, terminou com um delegado da Polícia Civil preso. Renato Savério Souza Costa, de 33 anos, é acusado de desviar uma carga de R$ 240 mil em cigarros contrabandeados quando estava à frente da Delegacia de Jardinópolis, também no interior, no início deste ano.

Ele teve a arma e o distintivo apreendidos neste mês e foi afastado das funções. Agora, com um mandado de prisão, policiais da Corregedoria conseguiram prendê-lo em uma estrada de terra no município de Restinga. Ele furou bloqueios dirigindo seu próprio carro, um Land Rover, mas com placas "frias" de Araraquara para não ser notado.

Savério foi denunciado pelo desvio de 400 caixas de cigarros, mas também é investigado por se apropriar de um carro apreendido com assaltantes. O Departamento de Polícia Judiciária do Interior (Deinter 3) confirmou que o delegado foi preso pela Corregedoria da Polícia Civil do Estado de São Paulo.

Fuga. Policiais militares e rodoviários da região de Ribeirão Preto apoiaram no cerco a Savério, tendo a perseguição durado quase duas horas e cruzado cidades como Sales Oliveira e São José da Bela Vista.  Ele foi levado para ser ouvido em Franca e depois transferido para Ribeirão Preto.

Ao ser investigado sobre o sumiço da carga de cigarros do Paraguai, o delegado se defendeu e alegou que ela teria sido incinerada. Isso, segundo ele, teria ocorrido em janeiro, mas sem a anuência da Justiça.

Mais conteúdo sobre:
São Paulo Polícia Civil

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.