Delegado é afastado após atraso de apuração

O delegado Iraí Santos de Paula, do 98.º DP (Jardim Miriam), na zona sul de São Paulo, foi afastado do cargo após a demora de policiais em registrar o sequestro de Renan Fogaça Alípio, de 22 anos. Alípio foi baleado e morreu no dia 16, em Diadema, no ABC paulista, depois de ser sequestrado na frente de casa, em Pedreira, zona sul da capital. A família chegou ao DP 45 minutos após o crime. "Os policiais falaram que era preciso esperar 24 horas para registrar", disse a prima de Alípio, Márcia Fogaça, de 35 anos.

O Estado de S.Paulo

22 Outubro 2011 | 03h03

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.