Delegado do Detran de São Paulo é preso por tráfico

Robert Leon Carrel chefiava setor responsável por bloqueio e desbloqueio de habilitações

Marcelo Godoy, O Estado de S. Paulo

06 de junho de 2008 | 17h22

O delegado de classe especial Robert Leon Carrel teve a prisão preventiva decretada nesta sexta-feira, pela 29ª Vara Criminal de São Paulo. Ele foi preso às 16h30, na sede do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) de São Paulo, onde ocupava o cargo de diretor da Divisão Renach, responsável pelo bloqueio e desbloqueio de carteiras de habilitação e do cadastro de pontuação de motoristas infratores.   VEJA TAMBÉM Máfia queria ''comprar'' Ciretran de Ferraz Grupo intercedia em favor de integrantes do PCC Mais de 200 mil carteiras estão sob suspeita   As acusações contra Carrel são peculato e tráfico de drogas. Os crimes teriam sido cometidos na época em que o delegado trabalhava no Departamento Estadual de Investigações sobre Narcóticos (Denarc). Carrel e outros três policiais teriam desviado pelo menos 200 quilos de cocaína apreendidos de traficantes colombianos. A prisão dele aprofunda a crise que vive a polícia civil de São Paulo, já sacudida pelos escândalos de achaques ao PCC e da máfia de carteiras de habilitação.   No começo do ano, Carrel havia sido afastado da direção da Divisão da Habilitação do Detran por ordem do governado José Serra. Mas, ganhou uma nova função em março. O mandado de prisão contra o delegado foi cumprido pelo diretor do Detran, delegado Ruy Stanislau Silveira. Aguarde mais informações.

Tudo o que sabemos sobre:
máfia da CNHsegurança pública

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.