Delegada é acusada de reagir a blitz de lei seca

O delegado Alessandro Petralanda, da 16.ª Delegacia de Polícia (Barra da Tijuca), abriu inquérito para apurar incidente entre a delegada Daniela Rebelo e o tenente da PM Bernard Carnevale, ocorrido ontem de madrugada, na Barra da Tijuca, em uma blitz. Daniela acusa o PM de abuso de autoridade e lesão corporal por ter sido detida com algema. Carnevale diz que houve desobediência e desacato.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.