Delegada acabou autuada por porte ilegal de arma

Os acusados começaram a ser ouvidos ontem no inquérito da Corregedoria da Polícia Civil. O primeiro a depor foi o investigador Belmiro Rondelli Junior. A delegada Joana Darc de Oliveira e o comerciante Waldir Braguim, o Didi, foram autuados em flagrante sob a acusação de porte ilegal de arma - cada um tinha um artefato ilegal em casa. A delegada, que está há 25 anos na polícia, confirmou que mantinha a arma em casa e o comerciante disse que ia regularizá-la na Polícia Federal.

Marcelo Godoy, O Estado de S.Paulo

28 Agosto 2010 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.