Deic prende vendedor de carro com compartimento para arma

Armas ficavam em compartimentos secretos acionados eletronicamente

Agencia Estado

27 de junho de 2007 | 16h27

Policiais da Delegacia de Repressão a Desmanche do Departamento de Investigações sobre Crime Organizado (Deic) prenderam em São Paulo na última terça-feira, 26, o vendedor Lidiomar Cardoso de Araújo, o Lídio, de 32 anos. Ele é acusado de usar o nome de "laranjas" para financiar a compra de automóveis e revendê-los com um compartimento para armazenar armas. O vendedor era investigado havia 30 dias. Disfarçados, policiais do Deic encomendaram dois carros a Lídio. Na terça à noite, o vendedor levou um Palio Weekend e um Fiat Mille ao estacionamento de um shopping da zona leste, conforme o combinado. Ali, os veículos seriam repassados por R$ 12 mil.Durante a entrega, Lídio foi detido. Um dos carros, o Mille, contava com o compartimento secreto, cuja abertura era possível apenas por meio de um dispositivo acionado com o limpador do pára-brisa. Com o vendedor, foram apreendidas uma pistola calibre 380, quatro carnês de financiamento, cerca de 20 pesquisas de automóveis junto ao Detran e diversos documentos.

Tudo o que sabemos sobre:
deiccarros

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.