Deic prende sindicalista com carro furtado em São Mateus

Carro apresentava queixa de furto desde 11 de junho deste ano; sindicalista foi preso por receptação

Elvis Pereira, estadao.com.br

28 de julho de 2008 | 16h16

A Delegacia de Repressão a Desmanches Ilegais prendeu na manhã desta segunda-feira, 28, o presidente do Sindicato dos Vendedores Ambulantes de São Mateus, Marcos Valério Cardoso dos Santos, de 42 anos, com um Corsa Classic furtado, informou o Departamento de Investigações sobre Crime Organizado (Deic). Segundo a polícia, foi constatado que o carro apresentava queixa de furto na Vila Alpina desde 11 de junho deste ano.  Os policiais disseram que realizavam levantamentos na região quando viram o carro na Avenida Maria Cursi, em São Mateus, zona leste de São Paulo, e notaram irregularidades na sua placa. Após consulta, esperaram Santos chegar e o abordaram. De acordo com o Deic, o sindicalista contou ter comprado o veículo no sábado, 26, por R$ 2,5 mil, preço bem inferior ao de mercado.  O delegado Renato Porto, do Deic, afirmou que Santos não apresentou nenhum documento do carro. "Ele alega que o vendedor estava de viagem para o Nordeste", disse. O sindicalista foi preso por receptação. A polícia tenta agora identificar os nomes de outros envolvidos no crime.

Tudo o que sabemos sobre:
são paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.