Defesa pede suspensão da transferência de atirador para hospital psiquiátrico

O advogado Ricardo Martins de São José Junior, defensor de Fernando Buffolo, que na semana passada feriu quatro pessoas na Aclimação, região central, pediu suspensão da transferência de Buffolo a hospital psiquiátrico. Ele permanece preso no 31.º DP (Vila Carrão). O pedido de transferência havia sido feito pela polícia. O advogado diz aguardar laudo de perito oficial sobre a saúde mental de Buffolo. "Ainda não sabemos se ele é ou não esquizofrênico e o laudo anterior, feito a pedido da família, não serve como prova." Anteontem, Márcio de Lima, atingido por tiro no rosto, deixou a UTI do Hospital Alvorada. Baleado no peito, Marcelo de Barros deveria deixar ontem UTI do Hospital Bandeirantes.

O Estado de S.Paulo

23 Outubro 2012 | 03h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.