Defesa pede ao STJ habeas para pai e madrasta de Isabella

Advogados iriam esperar julgamento de mérito no TJ-SP, porém, como julgamento vai demorar, mudaram de idéia

Felipe Recondo, O Estado de S.Paulo

16 de maio de 2008 | 15h42

A defesa de Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá, presos sob acusação de assassinar a menina Isabella Nardoni, de 5 anos, apresentou na tarde desta sexta-feira, 16, ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) um pedido de habeas-corpus para o casal.   VEJA TAMBÉM Caso Isabella fez interesse por júri crescer 400% Licença de desembargador trava julgamento de habeas corpus Advogado diz que pai de Isabella está 'abatido' no CDP  Isolada e sem poder sair da cela, madrasta de Isabella 'só chora' Fotos do apartamento onde ocorreu o crime  Cronologia e perguntas sem resposta do caso  Tudo o que foi publicado sobre o caso Isabella     Anna Carolina, madrasta de Isabella, está presa na Penitenciária Feminina de Tremembé, no interior de São Paulo. Alexandre, pai da menina, é mantido numa cela do Centro de Detenção Provisória II (CDP), em Guarulhos, na região metropolitana de São Paulo.   Os advogados de defesa questionam as justificativas usadas na decretação da prisão preventiva, em primeira instância, clamor público, gravidade do crime e credibilidade das instituições. O STJ, porém, não divulgou o conteúdo completo do pedido feito pelos advogados. O relator do pedido é o ministro Napoleão Nunes Maia Filho.   A defesa pretendia esperar o julgamento do mérito de outro pedido de habeas-corpus, protocolado na 4ª Câmara do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), que já havia negado o pedido em caráter liminar. Porém, como o mérito só será julgado depois de 10 de junho, os advogados decidiram recorrer já ao STJ.

Tudo o que sabemos sobre:
Caso Isabella

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.