Defesa de Suzane pede novamente regime semiaberto

Jovem teve primeiro pedido negado em outubro; ela segue na Penitenciária Feminina de Tremembé

Maíra Teixeira, da Central de Notícias,

25 Novembro 2009 | 19h44

Um dos advogados de defesa de Suzane von Richthofen, Denivaldo Barni, entrou com recurso na Justiça, na última sexta-feira, 20, para recorrer à negativa de progressão para o regime semiaberto. No entanto, ainda não há previsão de quando a juíza da 1ª Vara de Execuções Criminais de Taubaté, Sueli Zeraik de Oliveira Armani, no Vale do Paraíba, deverá analisar os argumentos do pedido.

 

A defesa da jovem teve negado o primeiro pedido de mudança para o regime semiaberto em 19 de outubro deste ano, após o Tribunal de Justiça de São Paulo investigar um suposto perfil da condenada no microblog Twitter, revelado em reportagem publicada na edição de O Estado de S.Paulo de 11 de outubro.

 

Assim, Suzane continua na Penitenciária Feminina de Tremembé. Ela e os irmãos Christian e Daniel Cravinhos foram condenados a cumprir pena de 38 anos pelo assassinato de Manfred e Marísia von Richthofen, em 2002.

Mais conteúdo sobre:
Suzane von Richthofen SP

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.