Defesa Civil libera 5 casas das 18 interditadas em Diadema

À tarde, novas vistorias serão feitas em outras residências; depósito de produtos químicos pegou fogo na sexta

Fabiana Marchezi, estadao.com.br

30 Março 2009 | 13h30

A Defesa Civil de Diadema, no Grande ABC, liberou no início da tarde desta segunda-feira, 30, as primeiras cinco casas dentre as 18 que estão interditadas nas intermediações da Di-All Químicas, empresa que pegou fogo na última sexta-feira, 27. Os moradores dessas residências já podem voltar às suas casas.

 

Veja também:

linkFamílias não podem voltar para casa após incêndio em Diadema

mais imagens Galeria: as fotos do incêndio no galpão em Diadema 

 

Segundo o órgão, foram liberadas quatro unidades da Rua Henrique de Leo e uma da Rua São Bernardo. Nesta tarde serão feitas novas vistorias nas demais casas para avaliação que identificará a possível liberação ou não dos demais imóveis.

 

O Serviço de Assistência Social e Cidadania (SASC) de Diadema já começou a atender os representantes das 18 famílias que tiveram suas casas envolvidas no incêndio e que se cadastraram para receber o auxílio-aluguel e a cesta-básica. Para realizar essa tarefa, a SASC colocou à disposição vans para o transporte das famílias até o serviço. Pelo menos seis assistentes sociais estão envolvidos no atendimento.

Mais conteúdo sobre:
incêndioincêndio em Diadema

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.