Defesa Civil interdita 200 casas em SP

Ação ocorreu porque moradias estavam em área de risco, de acordo com órgão

Edison Veiga, O Estado de S. Paulo

01 Maio 2014 | 23h01

A Defesa Civil de São Paulo interditou mais de 200 casas no Jardim Ibirapuera, na zona sul da cidade. Precárias e construídas em terrenos instáveis, as moradias apresentavam risco de desabamento, de acordo com avaliação da instituição. 

O trabalho começou na quarta, 30, e, de acordo com o coordenador da Defesa Civil, Jair Pacca de Lima, continua até sexta, 2. “Ainda estamos vistoriando tudo, mas se trata de uma região de muita declividade e com solo instável. E muitas das construções foram ganhando, com o passar do tempo, novos ‘andares’, aumentando os riscos”, comentou Lima. Ele não descarta a possibilidade de mais casas terem de ser interditadas, pelas mesmas razões. 

A maior parte das famílias preferiu se abrigar temporariamente em casas de parentes e amigos. Outras foram alojadas em uma escola pública do bairro. De acordo com a Defesa Civil, funcionários da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social estiveram no local para cadastrar as famílias desabrigadas. Elas receberam colchões, cobertores, cestas básicas, kits de higiene e lanches. O prefeito Fernando Haddad (PT) também esteve na região nesta quinta, 1, e prestou solidariedade às famílias desabrigadas. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.