Defesa Civil interdita 123 casas em SP; chuva já fez 11 vítimas

Interdições ocorrem após deslizamentos em São Rafael que mataram 3; no Jardim Ângela, 4 crianças morreram

Priscila Trindade, da Central de Notícias,

04 de dezembro de 2009 | 15h04

Bombeiros ainda procuram por possíveis vítimas no Jardim São Rafael. Foto: Hélvio Romero/AE

 

SÃO PAULO - A Defesa Civil Municipal interditou nesta sexta-feira, 4, 123 casas e barracos na zona leste de São Paulo por risco de novos deslizamentos. Ontem, um desmoronamento no Jardim São Rafael provocou a morte de três pessoas - dois adultos e um jovem. Algumas viaturas seguem na região em busca outras possíveis vítimas. 

 

Veja também:

linkPara Kassab, gasto com varrição em São Paulo é 'absurdo'

linkFim de semana vai ser nublado e com chuva em SP

linkChuva desta 5ª corresponde a 25% do esperado para mês em SP

 

Até o momento, onze pessoas morreram no Estado decorrente das fortes chuvas que castigaram os moradores de São Paulo durante o período da tarde e noite de ontem. O total de mortos na região metropolitana da cidade é de oito: quatro crianças, no Jardim Ângela, zona sul, dois jovens (um no Jardim São Rafael e outro em Mauá) e dois adultos em São Rafael. Houve também a morte de uma criança de oito anos em Ubatuba, litoral norte, além de um casal que morreu após um deslizamento de terra em Pinhalzinho, no interior de São Paulo.

 

Bombeiros resgatam corpo no Jardim São Rafael; pai e filho morreram. Foto: Evelson de Freitas/AE

 

A chuva alagou ruas e prejudicou o trânsito. Segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), ligado à Prefeitura, toda a cidade ficou em estado de atenção por três horas. Trechos de bairros das zona sul e central de São Paulo ficaram sem energia elétrica. A circulação de trens das linhas 9-Esmeralda e 8-Diamante sofreram interrupção na tarde de ontem devido a queda na distribuição de energia.

 

EM TRÊS DIAS, 15 MORTOS

 

Balanço da Defesa Civil Estadual aponta que desde 1º de dezembro deste ano, 15 pessoas morreram e pelo menos 13 ficaram feridas em São Paulo devido ao mau tempo. O órgão informou que desde a última terça-feira, 21 municípios foram afetados pelas fortes chuvas. No total, o número de desabrigados chega a 310.

 

O temporal que atingiu o Estado ontem causou cinco deslizamentos e oito desabamentos de residência nas zonas leste, oeste e sul. Segundo a Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social, 150 pessoas estão desalojadas em São Rafael.

 

Os bairros mais atingidos foram M' Boi Mirim e São Mateus. O coordenador geral da Defesa Civil municipal, Jair Paca de Lima, foi aos locais com equipes da Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (COMDEC) dar apoio às Coordenadorias Distritais de Defesa Civil (CODDECs), levando água potável e lonas para evitar mais deslizamentos. Segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), foram 53mm de chuvas, 25% do previsto para o mês todo.

 

Está em vigor o plano Operação Chuvas de Verão da Defesa Civil da Cidade de São Paulo, que é a integração dos órgãos de emergência, visando um atendimento planejado e rápido à população. O período considerado crítico para chuvas vai de 1 de novembro a 15 de abril, mas o plano entra em ação sempre que necessário, mesmo fora do período.

 

Texto atualizado às 19h10.

Tudo o que sabemos sobre:
chuvasSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.