Defensor pede liberdade para presídio inteiro

O advogado Luiz Henrique Santana entrou com pedido de habeas corpus coletivo para todos os 248 detentos do Presídio de Lavras (MG). No local, que tem capacidade para 51 presos, Santana atende 20 clientes. A ação está com desembargadores do Tribunal de Justiça, em Belo Horizonte, e, até as 20 horas, eles não haviam decidido. A Secretaria Estadual de Defesa Social admitiu a superlotação, informou que são 236 presos e anunciou que negocia com a prefeitura a doação de terreno para construir outro presídio.

O Estado de S.Paulo

01 de fevereiro de 2012 | 03h03

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.