Decretada prisão de suspeito de jogar mulher e filho de prédio

Evandro Correia está foragido, mas foi indiciado por homicídio e tentativa de homicídio; garoto segue internado

da Redação, Jornal da Tarde

19 de novembro de 2008 | 20h43

A Justiça decretou a prisão temporária de Evandro Gomes Correia, de 35 anos, na tarde desta quarta-feira, 19. Ele, que está foragido, é suspeito de ter jogado a ex-mulher Andréia Cristina Bezerra Nóbrega, de 31 anos, e o filho Lucas, de 6, do 3.º andar de um prédio do Jardim Santa Mena, em Guarulhos, região metropolitana de São Paulo. A mulher morreu após ser socorrida e o menino teve uma fratura no maxilar e está internado na Santa Casa de São Paulo. De acordo um irmão de Andréia, o casal estava separado havia três anos e Nóbrega, que já havia espancado a ex-mulher em outras ocasiões, costumava ir ao apartamento para visitar o filho. Andréia, inclusive, já havia feito ao menos duas queixas: uma na Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), por injúria e dano, e outra no 2º Distrito Policial da cidade - responsável pela investigação do caso -, por ameaça. Mesmo foragido, Nóbrega foi indiciado por homicídio e tentativa de homicídio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.