Debate

Debate

, O Estado de S.Paulo

20 de outubro de 2010 | 00h00

Pôr oficiais para cuidar de bairros é solução?

Marcel Solimeo

Sim

Todos os dias passam 2 milhões de pessoas pelo centro de São Paulo. É um contingente que precisa de segurança, são muitos estudantes, comerciantes e aposentados que se tornam alvo dos assaltantes. O aumento da presença da PM também foi fundamental para o comércio da região. Nosso consumidor hoje se sente seguro ao ver que os PMs estão por perto. E o assaltante ou infrator se sente acuado com a presença dos soldados. Com oficiais no comando da zeladoria dos bairros, essa postura pode se disseminar.

SUPERINTENDENTE DA ASSOCIAÇÃO COMERCIAL DE SÃO PAULO

Maurício Broinizi

Não

Criadas no Plano Diretor de 2002, as subprefeituras foram pensadas como indutoras de uma cidade policêntrica, com administrações mais próximas dos moradores, planos diretores regionais e conselhos de representantes eleitos pela população local. Esse conceito se perdeu ao longo dos anos e a administração voltou a se centralizar. As "subs" chegam hoje a ter menos importância do que as antigas administrações regionais. A escolha dos coronéis deve ser entendida nesse contexto: é uma solução artificial para cumprir o papel equivocado que as subs assumiram na estrutura municipal.

COORDENADOR DA REDE NOSSA SÃO PAULO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.