Nabil Elderkin/Divulgação
Nabil Elderkin/Divulgação

De Marina Abramovic a Ney Matogrosso, 2015 é o ano do Sesc Pompeia

Unidade próxima a Perdizes, na zona oeste da capital paulista, tem programação variada com grandes nomes da música nacional e expoentes da arte internacional

Gheisa Lessa, O Estado de S. Paulo

14 Janeiro 2015 | 06h00

Os primeiros meses de 2015 devem colocar o Sesc Pompeia no topo do ranking das coisas imperdíveis para curtir e se divertir em São Paulo. A programação, apesar de ainda estar em construção, já conta com espetáculos infantis, shows de grandes nomes da música brasileira, a primeira exposição da América Latina sobre a artista Marina Abramovic e muito mais.

Veja abaixo a prévia da programação de 2015 do Sesc Pompeia:

Espetáculos Infantis

Simbad, o navegante (Circo Mínimo)

Espetáculo baseado na nova tradução de “As Mil e Uma Noites”, de Mamede Jarouche, feita diretamente do árabe. O intuito é buscar a verdadeira inspiração na cultura árabe, e o seu apego pelas trocas, pechincha, viagens e descobertas. Simbad, o navegante, coleta grandes riquezas em suas aventuras, sempre escapando por pouco da morte que chega para quase todos os seus companheiros de viagem. Porém, essas riquezas que o mantém abonado a cada vez que parece ter perdido tudo, o enriquecem muito mais como pessoa. Os conhecimentos e experiências que agrega são maiores que a riqueza material que acumula. Simbad será encenado com dois atores que se “enfrentam” em uma “barganha”, uma disputa no melhor estilo árabe.

Sábados e domingos, de 28 de fevereiro a a 21 de abril.

Dança

Dias 20 e 21 de março – Complexe des Genres (Cia Virginie Brunelle | Canadá)

Criada em 2009 na cidade de Montreal (Canadá), a companhia Virginie Brunelle é conhecida por seus trabalhos altamente físicos e contemporâneos. Explorando as relações masculino-femininas em um mundo pós-romântico, o espetáculo Complexe des Genres aborda a questão da identidade em meio à dúvida paralisante e o desejo obsessivo pela perfeição. Liberdade sexual, saudades, solidão, frustação e abandono são incorporadas às colisões tempestuosas dos dançarinos: um choque entre corpos e egos. 

Coreógrafa: Virginie Brunelle

Música

A partir de janeiro e nos meses seguintes – Projeto Sala de Estar: shows intimistas em que o artista canta um repertório que define sua carreira musical. A apresentação do músico João Bosco dá início a esse projeto ainda em janeiro. Nos meses seguintes, nomes como Fagner, Luiz Melodia e Angela Roro estão sendo estudados. As primeiras confirmações seguem abaixo:

João Bosco - 30 e 31 janeiro e 1 de fevereiro

Nando Reis - 26, 27 e 28 de fevereiro e 01 de março

Nomes que estão em negociação:

Fagner - Março

Fáfá de Belém - Abril

Moraes Moreira - Maio

Nay Matogrosso - Junho

Geraldo Azevedo - Julho

Fevereiro – Quatro bandas brasileiras e estrangeiras do gênero musical Ska se apresentam no Sesc Pompeia pelo projeto 5 Noites de Ska. Veja quais:

20 de fevereiro, sexta às 21h30, banda brasileira Sapo Banjo.

21 de fevereiro, sábado às 21h30, banda argentina La Cartelera

26 de fevereiro, quinta às 21h30, banda norte-americana Easy Big Fella

27 e 28 de fevereiro, sexta e sábado às 21h30, banda norte-americana Hepcat

Março – Mostra Prata da Casa 2014 – Apresentação dos artistas e grupos de que se destacaram na última edição do projeto Prata da Casa.

Agosto – Nova edição do Festival Jazz na Fábrica

Teatro

Março a abril – Potestad – Direção: Pedro Mantovani | Autor: Eduardo Tato Pavlovsky

“Domínio”, “poder sobre algo ou alguém”: Potestad, montagem do diretor brasileiro Pedro Mantovani para o texto teatral escrito em 1985 pelo dramaturgo argentino Eduardo Tato Pavlovsky. O espetáculo aborda temas como repressão e tortura, retomando a história e memória da ditadura civil-militar existente na Argentina até 1983. Com Celso Frateschi.

Maio a junho – Projeto baseado nas obras do dramaturgo e cineasta norte-americano David Mamet une cinema e teatro. Peça discute a questão da incomunicabilidade entre as pessoas em um enredo que se desenvolve a partir da atitude de uma aluna que, prestes a ser reprovada na faculdade, procura seu professor e cobra dele mais engajamento da arte de ensinar. Entram em choque diferentes realidades, agravando cada vez mais a falta de comunicação entre ambos, incapazes de dialogar um com o outro. Além do espetáculo, a programação conta com uma mostra de filmes e debates sobre David Mamet.

Oleanna – Direção: Cia Iphigenia | Autor: David Mamet (EUA)

Artes Visuais

Março a maio – Terra Comunal/Marina Abramovic 

Terra Comunal/Marina Abramovic é a primeira retrospectiva da artista já apresentada na América do Sul, contando com as instalações House with an Ocean View, 2002, The Artist is Present, 2010, e a inédita 512 Horas, 2014, criada a partir da performance que Marina Abramovic realizou em 2014 na Serpentine Gallery de Londres. Estas peças de longa duração representam o centro da pesquisa da artista dos últimos anos. Vídeos de registros de performances históricas e os Objetos Transitórios para Uso Humano completam a mostra.

Terra Comunal/MAI será a maior experiência aplicada das propostas do Instituto Marina Abramovic já instalada no mundo. O MAI (Marina Abramovic Institut) é uma plataforma dedicada à arte imaterial e a performances de longa duração. Na exposição, o público brasileiro vai conhecer e experimentar os exercícios do Método Abramovic e seu diálogo com as práticas de artistas brasileiros especialmente selecionados por Marina. Curadoria: Jochen Volz 

De 10 de março a 10 de maio

Junho a agosto – Retrospectiva do artista paulistano Marcelo Nitsche

Retrospectiva de Marcello Nitsche, que apresentará obras criadas a partir da segunda metade dos anos 60, com enfoque central colocado sobre experiência artística e vida urbana.

Curadoria: Ana Maria Belluzzo

Serviço

Sesc Pompeia - Rua Clélia, 93, Pompeia – São Paulo

Horário de funcionamento: de terça-feira a sábado, das 9h às 22h; domingos e feriados das 9h às 20h.

Contato: (11) 3871-7700 - email@pompeia.sescsp.org.br

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.