ERNESTO RODRIGUES/ESTADAO
ERNESTO RODRIGUES/ESTADAO

Daniela Mercury agita bloco por 5 horas em São Paulo

Na despedida do carnaval, cantora afirma amar São Paulo e se considerar ‘soteropaulistana’

Isabela Palhares, O Estado de S.Paulo

18 de fevereiro de 2018 | 22h36

Na despedida do carnaval de São Paulo, a cantora Daniela Mercury agitou neste domingo, 18, os foliões com um show com cara de carnaval, mas que também lembrou de importantes questões políticas. O bloco se apresentou por mais de cinco horas.

Na esquina entre a Avenida Paulista e a Rua da Consolação, o trio Pipoca da Rainha começou a se apresentar às 15h30 com um público que cobria toda a extensão da via. Daniela começou o show dizendo que se considera “soteropaulistana” e que ama a capital paulista. 

Com a Paulista aberta neste domingo, 18, a primeira música cantada por Daniela foi O Canto da Cidade, que virou marca da ocupação dos espaços públicos de São Paulo. Foi ovacionada pelo público. Daniela também ressaltou que “o povo precisa se juntar e se conscientizar neste ano eleitoral” e cantou o lançamento do ano passado, Samba Presidente. Era aplaudida e acompanhada em coro pela plateia.

A cantora continuou a apresentação debaixo de uma garoa fina, protegida por um guarda-chuva com as cores do arco-íris. Em cima do trio estava sua mulher, a jornalista Malu Verçosa. 

Ana Paula dos Santos, de 25 anos, acompanhou o pré, o carnaval e o pós e não quis perder Daniela. “O Pipoca da Rainha é uma tradição em São Paulo. Nosso carnaval está crescendo e cada vez melhor. Ainda não é como Salvador, mas chegamos lá.”

A Secretaria das Prefeituras Regionais estimou neste domingo que 12 milhões de pessoas tenham participado do carnaval paulistano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.