ERNESTO RODRIGUES/ESTADAO
ERNESTO RODRIGUES/ESTADAO

Daniela Mercury agita bloco por 5 horas em São Paulo

Na despedida do carnaval, cantora afirma amar São Paulo e se considerar ‘soteropaulistana’

Isabela Palhares, O Estado de S.Paulo

18 Fevereiro 2018 | 22h36

Na despedida do carnaval de São Paulo, a cantora Daniela Mercury agitou neste domingo, 18, os foliões com um show com cara de carnaval, mas que também lembrou de importantes questões políticas. O bloco se apresentou por mais de cinco horas.

Na esquina entre a Avenida Paulista e a Rua da Consolação, o trio Pipoca da Rainha começou a se apresentar às 15h30 com um público que cobria toda a extensão da via. Daniela começou o show dizendo que se considera “soteropaulistana” e que ama a capital paulista. 

Com a Paulista aberta neste domingo, 18, a primeira música cantada por Daniela foi O Canto da Cidade, que virou marca da ocupação dos espaços públicos de São Paulo. Foi ovacionada pelo público. Daniela também ressaltou que “o povo precisa se juntar e se conscientizar neste ano eleitoral” e cantou o lançamento do ano passado, Samba Presidente. Era aplaudida e acompanhada em coro pela plateia.

A cantora continuou a apresentação debaixo de uma garoa fina, protegida por um guarda-chuva com as cores do arco-íris. Em cima do trio estava sua mulher, a jornalista Malu Verçosa. 

Ana Paula dos Santos, de 25 anos, acompanhou o pré, o carnaval e o pós e não quis perder Daniela. “O Pipoca da Rainha é uma tradição em São Paulo. Nosso carnaval está crescendo e cada vez melhor. Ainda não é como Salvador, mas chegamos lá.”

A Secretaria das Prefeituras Regionais estimou neste domingo que 12 milhões de pessoas tenham participado do carnaval paulistano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.