Danem-se os candidatos!

Síndrome de Imperador

TUTTY HUMOR, O Estado de S.Paulo

06 Outubro 2012 | 03h06

Barack Obama teria faltado ao treino antes do debate com Mitt Romney. Só se fala disso no Partido Democrata!

Voto de protesto

Se vivêssemos ainda no tempo em que o eleitor escrevia o nome de sua preferência na cédula de papel, Joaquim Barbosa seria o "cacareco" da vez em todo o País. Calcula-se que sete em cada dez brasileiros votariam hoje no ministro do STF, a despeito de sua não candidatura.

A era do diminutivo

Mal comparando com isso que o Operador Nacional do Sistema Elétrico chama de "apaguinho", amanhã teremos "eleicinha". Como se já não bastassem a "selecinha" e o "mensalinho".

Peralá!

Não se pode generalizar o PT: tem gente no partido visivelmente constrangido com o teor do voto que o ministro Dias Toffoli dará a José Dirceu no STF. "Ainda bem que ficou para depois das eleições", comenta-se à boca pequena!

Gosto pela coisa

Dilma Rousseff não tem data para terminar sua turnê mundial para esculachar os países ricos. A presidente fez mais sucesso esta semana no Peru do que há dez dias em Nova York!

Fechados com Freixo

Pesquisas confirmam: pela primeira vez nos últimos 20 anos Caetano Veloso e Chico Buarque vão perder juntos uma eleição no Rio.

Coisa de carioca

Adriano deu agora para falar que "depois da meia-noite viro outro". Na Bahia, dizem, o fenômeno costuma acontecer ao meio-dia!

Devo estar me repetindo com (e)leitores mais antigos - paciência! -, esta é uma história que se repete a cada dia de eleição para milhões de brasileiros como eu em todo o País. Não sei se é o seu caso, mas votar, pra mim, é voltar ao tempo em que eu e meu título de eleitor dividíamos o mesmo domicílio na cidade.

Mudei dez vezes de endereço nos últimos 25 anos e, o que a princípio era só preguiça de trocar também de zona eleitoral, tomou forma de programa afetivo renovado a cada dois anos.

Tem gente que já é avô e até hoje vota perto da casa dos pais falecidos; casal divorciado fiel à mesma seção desde a lua de mel; aposentado que volta à escola onde se alfabetizou...

Eu vo(l)to no mesmo lugar desde meados dos anos 1980. Vou sempre a pé para não ir tornando aborrecidas pelo trânsito as boas lembranças que, quanto mais distantes, melhores ficam.

Faz parte do exercício da democracia pensar no que a gente andou fazendo - ou não - para melhorar a raça, apesar dos equívocos que todos cometemos na hora de votar.

Danem-se os candidatos: qual a sua promessa de campanha para os próximos dois anos? Em 2014 a gente volta ao assunto!

Cilada astral

Só uma coisa preocupa Delúbio Soares: Mercúrio e Saturno ingressaram em Escorpião com a Lua minguando em Gêmeos! Já viu, né?

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.