Dado criminal em MG estaria sendo adulterado

Prêmios para cumprimento de metas e punições para quem não as atinge maquiaram as ocorrências criminais em Minas Gerais nos últimos 4 anos. Homicídios, por exemplo, são registrados como encontros de cadáveres. Essa foi a conclusão de audiência pública realizada ontem em Belo Horizonte, da qual participaram órgãos públicos e sociedade civil. A Assembleia Legislativa pediu auditoria externa nos dados policiais. O coronel da PM Cláudio Antônio Mendes negou que haja "maquiagem" dos dados.

O Estado de S.Paulo

01 Março 2012 | 03h09

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.