Curiosidades da metrópole

Solidariedade a bordo de carrões

Edison Veiga, O Estado de S.Paulo

09 Maio 2011 | 00h00

A partir das 9h do próximo dia 22, uma alegre carreata de veículos antigos desfila pelas ruas de Moema. A causa é nobre: pelo décimo ano consecutivo, os cerca de cem colecionadores de automóveis participantes fazem um buzinaço e circulam coletando doações de roupas e alimentos - no ano passado, foram arrecadadas 12 toneladas.

"Teremos Fordinhos dos anos 20, Alfa Romeos, Cadillacs e até um caminhão de bombeiros da década de 1950 e um tanque de guerra de 1946", adianta o idealizador do evento, o médico Alexandre Murad Neto - que tem uma coleção de 15 veículos, fabricados entre 1928 e 1972 . Síndicos de 400 prédios da região já receberam um convite, para divulgar em seus condomínios. "Mas o encontro não é restrito aos moradores do bairro, não", conta Murad. "Vem gente da cidade toda e até do interior."

O ponto de encontro é na frente da Igreja Nossa Senhora da Esperança (cruzamento da Alameda Jauaperi com a Avenida dos Eucaliptos). A instituição religiosa se encarrega de distribuir as doações para entidades.

OLHA SÓ...

São Vito. A 93ª edição da Festa de São Vito, que movimenta a Rua Polignano a Mare, no Brás, começa no próximo sábado. A expectativa é de que o evento, com mais de 30 barracas de comidas e bebidas, receba 180 mil pessoas até 3 de julho.

Relíquia. A festa, que normalmente acontece em junho, tem o início antecipado neste ano. Motivo: pela primeira vez, a relíquia de São Vito deixará a cidade italiana de Polignano a Mare e virá para São Paulo. Trata-se de um pedaço de osso do braço do santo acondicionado dentro de uma escultura. Ficará até o dia 20 exposta ao público na Igreja de São Vito (Rua Polignano a Mare, 51, Brás).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.