Cumbica: licitação para estacionamento revogada

Após contestações, Infraero diz estar revisando propostas com base em sugestões das empresas interessadas

Nataly Costa, O Estado de S.Paulo

10 Maio 2011 | 00h00

Menos de dois meses depois de publicar o edital no Diário Oficial da União, a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) revogou o processo de licitação para a construção do novo estacionamento do Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos. A Infraero afirma que está revisando as propostas com base em sugestões das empresas interessadas na concessão do espaço. As obras estão estimadas em cerca de R$ 200 milhões.

A licitação foi aberta em março e, no mês seguinte, a estatal convocou as quase 50 empreiteiras interessadas para uma audiência pública em Brasília. Segundo empresários do setor, mais de 200 pontos do edital foram contestados, o que obrigou a Infraero a refazê-lo. Um novo pregão deve sair em "no máximo 30 dias", segundo a Assessoria de Imprensa do órgão. O novo estacionamento vai aumentar a capacidade do aeroporto de 2.948 para 9.716 vagas nos próximos três anos, com edifícios-garagem automatizados.

"É um filão que muitos querem abocanhar, mas falta know-how do mercado. Por isso surgiram tantas dúvidas na audiência pública", disse ao Estado um empresário interessado na disputa. "Quanto mais a Infraero demora para definir o estacionamento, mais urgência terão as empresas para construi-lo."

Segundo a Infraero, o primeiro módulo do edifício-garagem ficará pronto em até um ano a partir do início do contrato com a concessionária vencedora. Nesse período de obras, Cumbica perderá 460 vagas do seu já saturado estacionamento, porque o novo vai ser construído na mesma área do atual pátio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.