Cumbica abre edifício-garagem amanhã

Novo estacionamento com 2.644 vagas será para longa permanência e terá diária de R$ 33; deslocamento a terminais será feito de vans

Nataly Costa, O Estado de S.Paulo

21 Maio 2013 | 02h03

O novo edifício-garagem do Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, será inaugurado amanhã com 2.644 vagas e uma restrição: funcionará somente para longa permanência, ou seja, a cobrança será feita apenas por diária (R$ 33). Quem quiser pagar por hora deverá continuar usando os bolsões antigos.

Segundo a GRU Airport, administradora de Cumbica, a ideia é atrair o passageiro de viagens longas, que deixa o carro no aeroporto por mais tempo. Para quem vai apenas levar ou buscar alguém, o mais conveniente é usar o estacionamento principal, na frente dos Terminais 1 e 2, que cobra R$10 e R$ 12 pela primeira hora.

O edifício-garagem fica a cerca de 1 km dos Terminais 1 e 2 e será preciso pegar vans que saem a cada cinco minutos e circulam entre os terminais. O prédio, de oito andares, fica na frente das obras do futuro Terminal 3, previsto para 2014.

A novidade do estacionamento é o sistema de gestão de vagas - painéis luminosos indicam onde ainda há espaços disponíveis e quais já estão lotados, semelhante ao que já existe em shoppings paulistanos.

Futuro. Quando o Terminal 3 for inaugurado, o estacionamento vai ganhar uma esteira rolante até o aeroporto. Nos planos também está a instalação de totens de autoatendimento, para que os passageiros possam fazer check-in antes de chegar ao terminal.

Com o novo estacionamento, Cumbica agora tem 7,5 mil vagas, um aumento de mais de 85% na capacidade. Hoje, ainda é difícil encontrar onde parar o carro no aeroporto em horário de pico, sobretudo pela manhã.

Não à toa há inúmeros estacionamentos avulsos ao redor do sítio aeroportuário, que também usam o sistema de leva e traz das vans. Os mais em conta cobram R$ 17 pela diária - metade do preço que será utilizado no novo edifício-garagem.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.