Cubanos trabalharão em área sem UPP no Rio

Favelas das zonas norte e oeste do Rio começam a receber, na semana que vem, médicos cubanos enviados pelo programa Mais Médicos. Eles vão trabalhar em áreas conflagradas, algumas delas onde não há UPP. Ontem, os 65 profissionais se apresentam às coordenações das áreas, onde assistiram a palestras. Eles ainda esperam registro do Ministério da Saúde para começar a trabalhar.

O Estado de S.Paulo

05 de novembro de 2013 | 02h02

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.