CPTM libera circulação de trens próximo ao viaduto que cedeu

CPTM libera circulação de trens próximo ao viaduto que cedeu

Trens, que normalmente circulam a 60km/h, deverão circular a uma velocidade de 20 km/h no trecho em que houve o rompimento do viaduto

Ana Paula Niederauer, O Estado de S.Paulo

18 de novembro de 2018 | 11h50

Após testes na manhã deste domingo, 18, a Prefeitura liberou a circulação de trens da Linha 9-Esmeralda da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) ao lado do viaduto que cedeu na Marginal Pinheiros, zona oeste de São Paulo.

Os trens, que normalmente circulam a 60km/h, deverão circular a uma velocidade de 20 km/h no trecho em que houve o rompimento do viaduto.

Por volta das 11h20 trens circularam com velocidade reduzida próximo ao viaduto que cedeu. Especialistas estiveram no local para avaliar a vibração produzida pela passagem dos trens.

A circulação de trens da linha 9-Esmeralda  foi interrompida entre as estações Pinheiros e Ceasa na sexta feira,16. A medida foi feita a pedido da Prefeitura de São Paulo por causa do risco de desabamento do viaduto que cedeu na madrugada de quinta-feira,15. A SPTrans acionou o Paese para transportar  passageiros no trecho.

O viaduto interditado na pista expressa da Marginal do Pinheiros cedeu mais três milímetros, informou o secretário municipal de Infraestrutura e Obras, Vitor Aly. Segundo ele, a variação é normal e a situação segue estável, mas ainda há risco de desabar. Na madrugada, dois homens foram presos pela Guarda Civil Metropolitana por pichar o viaduto. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.