Criminosos sequestram homem, o ferem, mas são presos após acidente

Bandidos renderam vítima em São Paulo e iriam levá-lo para o interior, mas capotaram o veículo

José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

01 de agosto de 2011 | 17h19

SOROCABA - O contador P.S.A., de 33 anos, viveu momentos de terror após ser sequestrado por três homens armados no bairro de Santa Cecília, em São Paulo, no final da noite de domingo. Levada pelos bandidos em direção ao interior, a vítima teve o corpo riscado com uma faca e só conseguiu escapar porque os bandidos capotaram seu carro. Os três homens foram presos. O contador foi internado, mas já recebeu alta.

 

De acordo com a Polícia Civil, P.S.A. seguia de carro pelo bairro da capital, por volta das 23 horas, para buscar seu filho em casa de amigos. Quando parou num semáforo, um dos bandidos se aproximou da janela e o rendeu com uma faca. Os criminosos queriam usar os cartões da vítima para fazer saques em caixas eletrônicos e um deles sugeriu que fossem para São Roque, cidade do interior.

 

Eles seguiram com o contador em seu carro pela rodovia Raposo Tavares e passaram a intimidá-lo para que fornecesse as senhas dos cartões. Os sequestradores usaram uma faca para torturar a vítima, fazendo riscos com a lâmina na barriga, no tronco e no rosto.

 

De acordo com informações prestadas pela vítima à polícia, os bandidos disseram que fariam os saques e venderiam o veículo para um desmanche. Um dos criminosos chegou a dizer que a vítima seria morta.

 

No início da madrugada desta segunda-feira, 1º, no km 54 da rodovia, altura de São Roque, o criminoso que dirigia o carro perdeu o controle da direção e capotou. Os acusados, Marcelo Costa, de 27 anos, Cosme Francisco de Jesus, de 23, e Wildcliff Michael de Paula, de 19, tentavam fugir do local do acidente, mas foram presos por policiais rodoviários.

 

Costa, que dirigia o carro, teve ferimentos leves. Os três foram autuados em flagrante e levados para a Cadeia Pública de São Roque. Dois deles já tinham passagens por furtos e assalto. A vítima foi medicada no Pronto Atendimento de São Roque e permaneceu internada em observação na Santa Casa local até o final da tarde.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.