Miguel Pedroso
Miguel Pedroso

Criminosos roubam três agências bancárias em Vargem Grande Paulista

Policiais foram recebidos com tiros pelos assaltantes, que fugiram do local; três veículos foram incendiados na Raposo Tavares

Ludimila Honorato e José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

01 Novembro 2018 | 06h54

SÃO PAULO - Uma quadrilha fortemente armada, incendiou carros, enfrentou a polícia e explodiu três agências bancárias numa única ação, na madrugada desta quinta-feira, 1º, em Vargem Grande Paulista, na Região Metropolitana de São Paulo. Os bandidos, em ao menos três carros, fizeram viaturas da Guarda Municipal recuarem, sob fogo cerrado, e fugiram com o dinheiro - o valor ainda não foi divulgado. 

Moradores acordaram com o barulho de tiros e explosões, e viram a região central da cidade ficar sitiada pelos assaltantes. Três veículos foram queimados na rodovia Raposo Tavares e o motorista de um ônibus foi obrigado a atravessar o coletivo na avenida marginal da rodovia. Os pneus foram furados a tiros. 

Os assaltantes explodiram caixas eletrônicos de agências do Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal e Santander, todas localizadas lado a lado na Avenida Elías Alves da Costa, na altura do número 469.

Os policiais atenderam a ocorrência por volta das 4h30 e, quando chegaram ao local, foram recebidos com tiros. Outras viaturas foram acionadas para apoio, e o helicóptero Águia também atuou na ação. Até o início da manhã, nenhum suspeito tinha sido preso.

Na segunda-feira, 29, uma quadrilha com 50 criminosos atacou uma base da empresa de valores Brink's, em Ribeirão Preto, no interior de São Paulo. Os criminosos incendiaram quatro carros e um caminhão e usaram explosivos para arrebentar as paredes da empresa, na zona leste da cidade. A região foi transformada em cenário de guerra, com o intenso tiroteio. A Polícia Militar perseguiu os bandidos, matou um deles e prendeu outros três. Nenhum dinheiro foi roubado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.