Criminosos roubam carga de celulares de R$ 2,5 mi em Campinas

Caminhão foi interceptado em rodovia que liga a Anhanguera à Bandeirantes por bandidos com fuzis e pistolas; ninguém foi preso

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

07 Abril 2015 | 10h15

SOROCABA - Uma quadrilha fortemente armada rendeu funcionários e vigilantes e roubou um carregamento de telefones celulares de última geração que era levado do Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas, para Sumaré, na noite desta segunda-feira, 6. A carga, avaliada em R$ 2,5 milhões, segundo a Polícia Militar, foi transferida para veículos usados pelos bandidos na fuga. Até a manhã desta terça-feira, 7, ninguém tinha sido preso.

O caminhão usado no transporte foi interceptado pelos criminosos no km 1 da Rodovia Adalberto Panzan, que interliga as Rodovias Anhanguera e Bandeirantes, em Campinas.

Os bandidos, armados com fuzis e pistolas, chegaram em vários carros, renderam os vigilantes que faziam a escolta da carga e obrigaram o motorista do caminhão a parar o veículo no acostamento.

Os reféns ficaram sob a mira das armas no baú do caminhão, enquanto a carga era transferida para uma van em pelo menos três automóveis. Após a fuga dos criminosos, os vigilantes chamaram a polícia. Uma pistola possivelmente deixada pelos ladrões foi apreendida.

Samsung. Em julho de 2014, uma quadrilha rendeu funcionários e vigilantes, invadiu a empresa e fugiu levando cerca de 40 mil peças, entre tablets, celulares e notebooks, da Samsung, em Campinas. O prejuízo do maior roubo a eletrônicos ocorrido na região deixou um prejuízo de R$ 14 milhões, segundo a empresa - a polícia estimou o valor da carga roubada em cerca de R$ 80 milhões.

Mais conteúdo sobre:
Violência São Paulo Campinas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.