Após render vigias, quadrilha rouba caixa eletrônico na zona norte

Fortemente armados, oito bandidos invadiram um terminal de cargas no Jardim Julieta, fizeram um funcionário de refém e depois fugiram

Felipe Resk, O Estado de S. Paulo

05 de agosto de 2015 | 08h58

Atualizado às 10h28

SÃO PAULO - Criminosos invadiram um terminal de cargas, renderam seguranças e roubaram um caixa eletrônico na região do Jardim Julieta, na zona norte da capital paulista, na madrugada desta quarta-feira, 5. O equipamento roubado havia sido abastecido no dia anterior. Ninguém ficou ferido.

Segundo a Polícia Militar, a empresa Rodoshopping Fernão Dias, que administra o terminal de cargas, localizado na Rua Benito Meana, próximo à Rodovia Presidente Dutra, foi invadida por oito criminosos fortemente armados. O crime aconteceu por volta das 3h20.

A quadrilha chegou até o local em dois carros, mas a forma como conseguiu acessar a empresa ainda é investigada por meio de imagens de câmeras de monitoramento. Dentro do terminal, os bandidos renderam seis seguranças. Um dos funcionários foi feito de refém pelos criminosos.

Durante cerca de 40 minutos, tempo que durou a ação da quadrilha, o segurança foi mantido sob o poder dos assaltantes. Ele foi ameaçado ser feito de escudo, caso a polícia aparecesse na empresa durante o assalto. O funcionário também foi obrigado a ajudar a carregar o caixa eletrônico do Banco do Brasil para dentro de um Fiat Fiorino, usado pelos ladrões para fugir.

Segundo o Rodoshopping Fernão Dias, o terminal de cargas funciona normalmente nesta quarta-feira, 5. O caixa foi removido sem uso de explosivos e não causou danos no local. Também não houve troca de tiros. O caso foi registrado no 73º Distrito Policial (Jaçanão) e até o momento ninguém foi preso.

Interior. Outro caixa eletrônico foi atacado durante a madrugada no interior de São Paulo. Por volta das 2h, os criminosos invadiram uma agência da Caixa Econômica, na Rua Miguel Terra, no município de São Miguel Arcanjo, e explodiram um dos equipamentos.

A quadrilha, no entanto, não conseguiu levar dinheiro algum, porque o caixa estava vazio. Após o ataque, eles fugiram em dois carros, um prata e outro branco, e ninguém foi localizado. 

Tudo o que sabemos sobre:
ViolênciaSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.