Criminosos incendeiam mais dois ônibus na zona sul da capital

Em 2015, São Paulo registra, em média, um ataque contra coletivo a cada dois dias, de acordo com dados da São Paulo Transporte

Felipe Resk, O Estado de S. Paulo

27 Janeiro 2015 | 08h15

SÃO PAULO - Mais dois ônibus foram incendiados na cidade de São Paulo no início da madrugada desta terça-feira, 27. Os ataques aconteceram na zona sul, a cerca de 1,5 quilômetro de distância um do outro, mas o motivo ainda é desconhecido. Não há informação de feridos e ninguém foi preso.

Por volta da meia-noite, criminosos abordaram um ônibus da linha 7059/10 (Parque do Engenho-Terminal Campo Limpo), na Rua Alfredo Lorenz, na região do Parque Ligia, mandaram os passageiros descerem e atearam fogo. Cinco minutos depois, outro veículo, que fazia a linha 7058/10 (Jardim Mitsutani-Terminal Campo Limpo) também foi atacado. Dessa vez, na Rua Prudêncio do Amaral, no Campo Limpo.

Os dois ônibus pertencem à viação Campo Belo, que atende a zona sul da capital paulista. De acordo com a São Paulo Transporte (SPTrans), os dois veículos foram completamente destruídos pelo incêndio.

Neste primeiro mês do ano, São Paulo já registrou 13 ataques a ônibus, de acordo com a SPTrans. O número é equivalente a um veículo destruído a cada dois dias. A média deste ano é superior à de 2014, quando 132 ônibus foram incendiados no total - cerca de um ataque a cada três dias. A alta nas ocorrências fez o governo estadual e a Prefeitura anunciarem, no início de janeiro, uma parceria para combater esse tipo de ataque.

Mais conteúdo sobre:
Violência São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.