Criminosos fazem pai e filho reféns durante sequestro em Guarulhos

No cativeiro, os policiais militares detiveram um homem que chegou pouco depois e tentou correr

Bruno Lupion e Ricardo Valota, do estadão.com.br,

02 Fevereiro 2011 | 04h29

SÃO PAULO - Pai e filho foram mantidos reféns durante oito horas nesta terça-feira, 1, por criminosos em Guarulhos, na Grande São Paulo. Um dos criminosos foi preso.

 

As vítimas foram rendidas por volta das 11h30 da manhã quando seguiam no caminhão da família no km 28 da Rodovia Ayrton Senna, próximo a São Paulo. O caminhoneiro, de 54 anos, e seu filho, de 19, retornavam de uma entrega, e o veículo, um Ford Cargo, branco, estava vazio. Três desconhecidos surgiram em uma Parati azul e fingiram avisar o condutor de que havia algo errado com o caminhão.

 

Quando eles pararam para verificar o que ocorria, os criminosos exibiram armas e os obrigaram a entrar no Volkswagen. Um dos bandidos assumiu a direção do caminhão, enquanto que os outros seguiram com as vítimas para um cativeiro, no bairro Sítio São Francisco. Pai e filho permaneceram no local até as 19h30, quando foram localizados por policiais militares após uma denúncia anônima.

 

No cativeiro, montado em uma residência da Alameda dos Pinheiros, os PMs detiveram um homem que chegou pouco depois e tentou correr. Ériton Roberto Gonçalves, de 23 anos, foi reconhecido pelos reféns como um dos rapazes que vigiava o local. Ele foi autuado em flagrante por roubo pelo delegado João Batista Pires Blasi, do 4º Distrito Policial de Guarulhos, e encaminhado a uma cadeira pública da região. Seus comparsas e o caminhão das vítimas não foram localizados.

Atualizado às 5h57 para acréscimo de informação

Mais conteúdo sobre:
Sequestro Guarulhos Rodovia Ayrton Senna

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.