Crime na Oscar Freire é considerado latrocínio

O estudante Lucas Cintra Zanetti Rossetti, que confessou ter matado o analista de sistemas Eugênio Bozola, de 52 anos, e o modelo Murilo Rezende da Silva, de 21, em agosto de 2011, deve ser julgado por latrocínio (roubo seguido de morte) e não mais por homicídio. O crime foi no apartamento de Bozola, na Rua Oscar Freire, zona oeste de São Paulo. A decisão de mudar a acusação foi do desembargador Ricardo Tucunduva. Por causa da alteração, o réu não vai mais a júri popular e será julgado por uma vara comum.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.