Crime de 1989 começa a ser julgado hoje

PERNAMBUCO

, O Estado de S.Paulo

01 de junho de 2010 | 00h00

Começa hoje, em Jaboatão dos Guararapes, em Pernambuco, o julgamento do comerciante José Ramos Lopes Neto, de 47 anos. Ele é acusado de matar, em abril de 1989, a ex-mulher, Maristela Ferreira Just, e de tentativa de homicídio dos dois filhos, Nathalia e Zaldo Neto, então com 4 e 2 anos, e do ex-cunhado, Ulisses Ferreira Just. Vinte e um anos depois, uma foto das quatro vítimas estampa as camisetas a serem usadas por Nathalia e seu irmão, com o pedido de "justiça". No júri, eles serão testemunhas de acusação. O julgamento deveria ter ocorrido no dia 13, mas Lopes - réu confesso que responde em liberdade - e seu advogado não apareceram. Para evitar novo adiamento, a Justiça determinou que dois defensores públicos assumissem a defesa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.