Crianças que fazem arrastão são detidas

A Polícia Militar deteve ontem de manhã nove crianças que seriam integrantes do grupo suspeito de fazer arrastões em lojas da Vila Mariana, zona sul de São Paulo. Sete dos detidos eram meninas. Apesar de a polícia não ter identificado as crianças, todas afirmaram ter entre 6 e 12 anos.

Guilherme Waltenberg, O Estado de S.Paulo

07 de agosto de 2011 | 00h00

A detenção ocorreu por volta das 11h, quando o grupo entrou em uma loja de cosméticos na Avenida Domingo de Moraes. A dona desconfiou e chamou a polícia. Com duas viaturas, a PM conseguiu apreender nove. Segundo o oficial Bruno Ratti, do 12.º Batalhão, uma das crianças portava uma tesoura.

Elas foram levadas ao 16.º DP (Vila Clementino) e depois ao Conselho Tutelar, que as encaminharia para um abrigo. O entrave do caso se dá pelo fato de as crianças não portarem documentos e dizerem ser menores de 12 anos, o que impede que sejam levadas à Fundação Casa.

A lojista que fez a denúncia, Mari Santos, afirma que o grupo age diariamente. "Ano passado, inclusive, uma delas quebrou um dedo da minha mão quando tentei expulsá-la da loja", diz. Ela diz ainda que sofreu ameaças de outras crianças depois da ação da polícia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.